Insira o seu endereço de e-mail para subscrever a mailing list

Início / Mov Sec AD

Mensagem das Irmãs capitulares aos leigos

Trazei alguma coisa do que pescastes e comamos juntos” (Cf. Jo 21, 9-14)

 

No XIV Capítulo Geral da Congregação penetramos uma vez mais na “sabedoria escondida” do Amor de Deus, que contém implícita nova fecundidade e doação.

Este dinamismo da mística carismática da Congregação, alcançou pessoas concretas e grupos de leigos, que a partir da mais genuína tradição, vêm bebendo do mesmo poço, próximos da vida e da missão congregacional. Os primeiros conheceram o P. Usera, que amassou com eles compromissos e ilusões e que acolheram a chamada que ele escutou no seu coração: “Sinto que Deus me chama a fazer o bem na terra”.

Esta é a riqueza que o Senhor quis que saboreássemos de novo e acolhemo-la como revelação para os nossos dias, afiançada pelo diversos movimento de leigos, que  hoje são rostos e vozes concretas em toda a geografia congregacional e que procuram algo mais. É a hora. Depois dum tempo de escuta e discernimento, a chamada esvoaça sobre nós como um “já”, para a Igreja e para o mundo. “Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem se acende a candeia para a colocar debaixo do alqueire (Mt 5,15).

O Capítulo acolhe, não inventa. Acolhemo-vos e dizemo-vos: sim, como leigos amor de Deus e convosco pomo-nos em caminho com tudo o que em vossas aspirações pulsa e respira, gerado na Igreja pela verdade encarnada na pessoa de Jesus, que passou fazendo o bem e foi acolhida pelo Venerável Padre Usera na sua emblemática e dinâmica mensagem: “Dizer sempre a verdade e fazer sempre o bem”. Dizer-fazer como inseparáveis no itinerário dum apóstolo: Usera disse, Usera realizou. Queremos desenhar juntos este itinerário de coerência cristã a partir do Carisma Amor de Deus.

Pelo impulso e motivação que de vós recebemos:

- Associações Usera

- Voluntariados dentro e fora do seu país

- Pequenos grupos em “comunidades de leigos” que celebram e se comprometem

- Profissionais em Missão Partilhada

- Associações  de Alunos e Antigos Alunos

- Associações de Pais com implicação nas actividades educativas

queremos manifestar a nossa gratidão e concordância na participação conjunta duma riqueza que não podemos guardar para nós: “Eu vim lançar fogo sobre a terra; e como gostaria que ele já se tivesse ateado” (Lc 12, 49). Este fogo vamos mantê-lo e activá-lo juntos.

Somos conscientes de que o caminho nos vai exigir um adequado discernimento  e um forte compromisso; vamos precisar de contribuir com a nossa esperança e disponibilidade  para acolher o mistério de dor e de alegria que implica. A beleza do desafio que temos diante de nós, ao mesmo tempo que nos fascina, exige-nos esforço e perseverança perante o risco.

O  XIV Capítulo Geral concretizou algumas bases comuns que fundamentam todos os grupos que querem entrar no novo dinamismo que já está pulsando no seu seio. É possível avançar em identidade carismática sem apagar a própria luz, nem mudar o rosto autêntico: leigos na Igreja, manifestação e anúncio do Amor de Deus em suas vidas, na sua vocação e estado concreto.

A nossa Superiora Geral, Irmã Margarida Martins da Silva, com todas as Irmãs capitulares, plantaram uma oliveira no jardim da Casa Geral. Á  nossa árvore e simbólica, cresce lentamente e vive longos anos. Foi o símbolo da prosperidade, da fortaleza e a bênção; os seus ramos recordam-nos a Paz, os cânticos das crianças aclamando Jesus, entrando em Jerusalém, a consolação no Horto de Gtsemani… Esta árvore de Deus foi adoptada pela mitologia clássica como símbolo da sabedoria, encarnada numa deusa, uma mulher, portadora da intuição e da contemplação. O azeite como alimento e suave relaxante nas tensões é unção sacramental e será também  a nossa unção no caminho, sacramento do Mestre, “caminho verdade e vida”. Fazemos nosso este símbolo na nova etapa que queremos percorrer juntos.

Não há realidade sem sonhos:

Chamados a avançar, desenhando um ciclo mais na nossa vida, entramos nesta comunhão mais extensa, que sonhamos também intensa.

Chamados à vida, desde o hoje, acolhemos o ontem para um amanhã melhor e mais fiel.

Se recebemos o amor, vejamos o que fazemos com este dom. Teremos de dar resposta cabal. Algo novo está a nascer, algo surpreendente. Algum projecto do Espírito se move entre nós e connosco. Agradecemos esta fecundidade a Deus de que recebe nome todo o vivente.

O XIV Capítulo valoriza o trabalho da Comissão depositária da confiança da Família Amor de Deus, que nos ofereceu a primeiro Bloco de Formação Conjunta, escutando a chamada do venerável Jerónimo Usera, que nos convoca para o já próximo bicentenário do seu nascimento. Irmãs e leigos, participantes dum mesmo carisma, em reciprocidade e colaboração a dois séculos do nascimento do Nosso Padre Fundador, formaremos uma bela harmonia, empenhados na missão apostólica que ele iniciou

O Capítulo acolhe a decisão do Governo Geral de animar o processo de consolidação do Movimento secular Amor de Deus nas suas diversas formas.

Qualquer pessoa ou grupo, que se sinta interpelada pela chamada de ir mais longe, mais fundo, tem as portas abertas para entrar nesta casa comum, como sujeito duma missão: manifestar o Amor de Deus aos outros, contemplados como autênticos irmãos.

            Com carinho,

            As Irmãs Capitulares